2 de set de 2011

“Panem et circenses”

Dos Romanos, herdamos o latim, que futuramente originou o italiano, português ..... e dá titulo a esse texto, herdamos alguns conceitos relacionados ao direito e também trouxemos na bagagem o Pão e o Circo.

Ah! O pão e o circo, que na Roma Antiga servia para calar, com oferecimento de comida e jogos (batalhas entre gladiadores, as mais concorridas disputadas no Coliseum), as classes mais pobres que migravam fugindo da escravidão e aumentavam consideravelmente a população da cidade, causando "terror" no Império que por medo de perder o poder usava do seu jeitinho Romano de ser. Entope os famintos de comida e os enterte, e nunca farão nada.

Pense numa receita boa, matemática, meticulosa e precisa e como toda receita boa não é feita só uma vez, o panem et circenses roda o mundo, pan y circo, pain et des jeux, e chega ao Brasil com força e impulso total. Pegamos e usamos dele tão bem, que creio que os Romanos se impressionariam com a habilidade de quem o faz e a ingenuidade de quem recebe, o que dizer dos programas "Bolsas ___", que dão alguns mirréis ao povo e os cala com medo de exigir o que lhes é de direito, de haver grandes decisões politicas a nível nacional nas quartas-feira do Brasileirão. E na nossa Universidade existe?? Campeã de obras paradas no Brasil \0/, com unidades acadêmicas que passam dificuldades, por deficiências em suas infraestruturas, técnicos administrativos em greve há quase CEM dias, um hospital veterinário fechado por todo esse tempo, e um processo eleitoral em andamento. O que fazer? Debates, protestos, reividicações por uma Universidade que atenda a sociedade e não a demanda de mercado, mas o que a maioria faz????? Eita eita, depois escrevo mais, tô indo agora pra maior calourada do mundo lá na rural.


Nenhum comentário:

Postar um comentário