17 de set de 2012

Nota Informativa - Final da GREVE - UFRPE


Recife, 17 de Setembro de 2012

Nota Informativa

            Após 120 dias de greve, o comando nacional de greve docente indica a suspensão unificada da mesma para o período de 17 a 21 de setembro de 2012. Tal decisão foi acatada pelos docentes em assembleia geral realizada nesta segunda-feira (17/09/12), encaminhando a suspensão da greve para este mesmo dia e com indicativo de retorno às aulas no dia 24/09/12, próxima segunda-feira.
            O Diretório Acadêmico de Medicina Veterinária da UFRPE, participou ativamente do movimento grevista durante esses quatro meses, fato este que muniu a entidade de conhecimento suficiente para analisar a greve. Acreditamos na greve como uma ferramenta necessária quando temos um governo que não é aberto a negociações e tem um projeto de precarização dos direitos sociais.
            Apesar do que muitos pensam, o movimento obteve vitórias. Vitórias políticas, como o fortalecimento do sindicato nacional docente (ANDES-SN), elaboração de pautas locais da UFRPE, onde se pode discutir os problemas gerais da universidade, tendo a participação de professores de todas as unidades, estímulo ao debate com participação dos docentes, estudantes, técnicos administrativos, outros movimentos sociais (como o MST) e da sociedade civil, desmascaramento do atual governo que mostrou sua face autoritária durante esse período de greve, criando dificuldades para negociar e com manobras políticas que tentaram fazer com que os trabalhadores abrissem mão do seu direito de greve (corte de ponto, usar mídia contra movimento, negociação separadamente com cada categoria não tratando o movimento como único, tentando assim enfraquecê-lo), o que é lamentável, pois esse mesmo governo foi eleito majoritariamente pela classe trabalhadora, a qual depositou suas esperanças nele.
Também foi provado que a luta não se resumiu a questões salariais, pois quando muitos diziam que os docentes sairiam da greve com a proposta do governo de reajuste salarial, eles se mantiveram firmes, rejeitando a proposta e exigindo reestruturação da carreira e melhores condições de trabalho.
O que mais se escutou na última assembleia dos docentes (17/09/12), foi que a greve não acabou, esta suspensa e que a LUTA CONTINUA, pois uma guerra é feita de muitas batalhas.
Os integrantes ativos do DAMV- UFRPE, hoje têm a consciência de tamanho aprendizado que se adquiriu com a participação na greve, conhecimento este muito maior do que o obtido em salas de aula.


    DIRETÓRIO ACADÊMICO DE MEDICINA VETERINÁRIA  

Nenhum comentário:

Postar um comentário